Centro Virtual de Divulgação e Estudo
do Espiritismo – CVDEE

3º ciclo de estudo do livro “A Gênese”, de Allan Kardec, editora FEB

Estudo nº. 088-3

Capítulo XIII – Caracteres dos milagres

Tema: O Espiritismo não faz milagres – 2ªpte (itens 11 a 14)

C O N C L U S Ã O

O Espiritismo veio elucidar uma imensidade de fatos até então inexplicados e inexplicáveis por qualquer outro meio e que, por isso, passaram por prodígios durante muito tempo. Demonstra que a causa primária destes fatos não se afastam linha das leis naturais. A intervenção de inteligências ocultas nos fenômenos espíritas não os torna milagrosos, do mesmo modo que ocorre com todos os outros fenômenos causados por agentes invisíveis, pois esses seres ocultos que povoam os espaços são uma
das forças da Natureza.

QUESTÕES PROPOSTAS PARA ESTUDO

a) Podem ser considerados fenômenos espíritas todos os fatos tidos como milagrosos?

R – O Espiritismo, demonstrando a existência do espírito, sua sobrevivência após a morte do corpo físico e sua ação sobre a matéria, através de leis e forças até então desconhecidas, veio esclarecer acerca de determinados fenômenos até então tidos como milagrosos, sobrenaturais. Porém, nem todos os fenômenos apontados como tais podem ser considerados espíritas ou são explicados e aceitos pelo Espiritismo. Muitos fatos há que não passam de embustes, de ardis para iludir os desavisados.
Tal como ocorre com a ciência, cujas revelações são muitas das vezes distorcidas, o Espiritismo é, em muitas ocasiões, usado indevidamente por impostores para impingir mentiras artificiosas. Há, portanto, que se distinguir os fenômenos verdadeiramente espíritas daqueles que são forjados como milagrosos ou sobrenaturais.

b) É correto se considerar um fenômeno espírita apenas aquele provocado pelos médiuns?

R – Kardec explica que os fenômenos espíritas, na maioria das vezes, manifestam-se espontaneamente, sem que sejam provocados por aqueles com quem eles se operam. Nestes casos, o médium é inconsciente, servindo de intermediário sem
o perceber. Podem, também, ser provocados pelos agentes intermediários denominados “médiuns”, hipótese em que estes permanecem conscientes. Portanto, o fenômeno espírita tanto pode se manifestar espontaneamente, através de médiuns classificados como inconscientes ou provocados conscientemente pelos médiuns. Os primeiros, segundo o Codificador, são
os mais comuns e importantes, por não poderem suscitar suspeitas quanto à sua autenticidade.

c) Em que se baseiam os fenômenos espíritas e como se pode explicá-los?

R – Espontâneos ou provocados, os fenômenos espíritas são sempre explicados por leis naturais. Baseiam-se na manifestação dos espíritos e sua explicação está nas leis e forças da Natureza que agem sobre o mundo espiritual e sobre o material e que até, o advento do Espiritismo, eram quase que inteiramente desconhecidas da humanidade. Seus agentes são os seres invisíveis para a nossa visão material mas que, nem por isso, deixam de ser naturais. Kardec exemplifica citando os casos de curas, considerados milagrosos, mas que, na realidade, resultam da ação de um agente fluídico com propriedades terapêuticas, que não deixam de ser naturais pelo fato de terem permanecido desconhecidas até então.

d) Há milagres, na acepção usual do termo?

R – O Espiritismo veio elucidar as causas de uma série de fatos até então considerados inexplicáveis e que, por isso, passavam por milagrosos ou sobrenaturais. Demonstrando que a maioria desses fatos são conseqüência da ação dos espíritos e que se baseiam em leis e forças naturais, instituídas pelo Criador, o Espiritismo comprova que, tendo uma causa natural, somente podem ser considerados naturais. Demonstra, assim, que o sobrenatural e o milagre, no sentido de derrogação das leis da Natureza, não existem. As mesas que se movem, os mortos que escrevem ou as curas instantâneas nada têm de sobrenatural ou milagroso. Resultam da ação de elementos imperceptíveis aos nossos sentidos, que não deixam de ser naturais por terem sido durante tanto tempo ignorados.

Com a colaboração de Alexandre e Manuel
Abraços a todos

Equipe CVDEE
Coordenação: eqgen@cvdee.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: