From: [Sender:ManuelFerreira Barbosa Neto ]
Boa tarde aos colegas de estudo!
Questões para reflexão:
1. De que maneira, como relata esse Espírito, as reações dos encarnados podem influenciar a paz do que desencarna?
Este tema é bastante interessante! Com base nos comentários da obra de Kardec, observamos o quão sensíveis são os espíritos, a ponto das lamentações dos encarnados que aqui ficaram atingirem os espíritos recém-desencarnados. Imagino, para explicar este fato, a seguinte situação: comparemos a morte do corpo físico de um ente querido tal qual fosse uma viagem a que este devesse irremediavelmente se submeter; sabemos, neste exemplo, que ele irá à Europa, e que nos é momentaneamente impossível ir até lá. Porém, neste momento, se estabelece uma linha de contato com ele, exatamente uma linha telefônica, onde somente nós pudéssemos enviar mensagens até ele. A partir daqui, basta nos colocarmos na situação do viajante. Imaginemos se, a todo momento que ele pegue o telefone para nos escutar, ouvisse apenas lamentações, ouvisse que estamos passando por uma situação difícil devido a ausência dele, ou que não temos mais nenhuma esperança… Ora, por mais bela fosse a paisagem, ou o meio em que ele está, ainda assim estaria pertubado com a situação dos entes daqui. E se pelo contrário, ouvisse palavras de incentivo? De uma saudade boa? De esperança para um novo reencontro? Com certeza, nosso amigo viajante estaria numa situação bem mais equilibrada e tranquila.
Neste exemplo, portanto, podemos perceber como se dá a dinâmica encarnado/desencarnado. A Europa é o plano espiritual; e a linha telefônica, nossos pensamentos que fendem o espaço rapidamente através da prece ou da irreflexão e que atingem invariavelmente o espírito a quem são dirigidos.
2. Duas passagens do texto nos mostram os benefícios de vivermos em sociedade. Comente-as.
Os benefícios do convívio em sociedade são diversos. Como também abordado em O Livro dos Espíritos, na Lei de Sociedade, é através da sociedade e, por conseguinte, da mistura de espíritos em diferentes graus evolutivos que Deus promove o mútuo crescimento deles. Como? Aos espíritos na retaguarda, o convívio com espíritos superiores lhes fornece ampla gama de exemplos edificantes, proporcionando rápido avanço moral; e aos espíritos superiores, é oportunidade de exercitarem o amor ao próximo, o convívio com as diferenças, e o fortalecimento da esperança, da paciência e da resignação.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: